INSIRA SEU IDIOMA

9 de jul de 2017

A Cultura brasileira sofre mais um golpe dado pelo Prefeito João Dória da cidade de São Paulo. Agora é no passe do estudante. Como seria no dia de amanhã, esse como governador ou presidente do Brasil?

A Cultura sofre mais um golpe dado pelo Prefeito João Dória da cidade de São Paulo. Agora é no passe do estudante. Como seria no dia de amanhã, esse como governador ou presidente do Brasil?
Esse povo merece sonhar, crescer. O povo Brasileiro parece ser desprezado por alguns políticos em que pensam somente na questão administração e não no crescimento humano de um povo? O que acontece em São Paulo, logo se reflete no Brasil e a coisa esta feita, isso é motivo de preocupação para todo estudante brasileiro, principalmente os que almejam estudar futuramente em um curso universitário. Administração sim, mas não retendo o crescimento futuro de uma nação em que a população mais pobre almeja estar nesse patamar um dia com o orgulho de fazer parte dessa história em que viveu. Mas infelizmente existem os que pensam diferente. Pensam como que se estivesse no passado vivendo em casta. Para alguns que se esqueceu: a palavra casta se davam as famílias poderosas e nesse período, quem era pobre, nasceu para ser pobre e morrer pobre jamais teria a ascensão à dinâmica do crescimento, seja esse, intelectual ou econômico. 
Sendo o Prefeito João Dória, integrante do PSDB, São Paulo, que pelo visto não agrada em nada a maior parte da população mais carente do Brasil, inclusive as que tentam de um modo e outro se manter dentro de uma faculdade usando o passe estudantil para fazer seus trabalhos escolares, assim como horas complementares e agora terão que tirar o valor dessas viagens de ônibus de seu bolso, ou seja, Dá a impressão que é mais uma intenção de colocar o povo mais carente longe do estudo universitário. Agora o Prefeito que já causou vários inconvenientes à cultura e sempre inconvenientes que são ligados ao povo e mais aos carentes, parece dar um golpe nos universitários. Estes dependem desse bilhete, pois tem que usar para fazer pesquisas em bibliotecas, visitar museus e outros assuntos em que exige horas complementares, pois são obrigações que a lei obriga para que eles se formarem. Se o estudante alegar não ter como se mover para estes locais a fim de fazer seus complementos estudantis, logo ficaram retidos de receber seu diploma, assim como, sem este incentivo a população mais carente terá dificuldade em cursar uma universidade.
Tudo isso nos dá a impressão que estão procurando enfraquecer o que o povo mais simples entre outros, conseguiu através do PT, que é o direito a Faculdade, visto que NÃO EXISTE GOLPE MELHOR A FIM DE QUE ENFRAQUEÇA O ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO, (esperamos que não venha acontecer estes cortes no futuro, visto que, os estudantes fazem a diferença de uma nação).  Isso em se dizer aqueles que mais necessitam desse benefício, “Bilhete estudantil”. Quando percebemos no noticiário estas palavras, devemos perceber o quanto o povo é afastado de crescer dentro do Brasil. Parece que este povo, não merece ter vida digna, mas somente trabalhar e pagar impostos. Porque o povo brasileiro não pode crescer, pois começa com a educação? Agora retida o direito de universitários fazer seus estudos complementares, mais tarde por esse motivo as faculdades passam a receber menos matrículas, visto que, sem condições muitos tem que desistir dos estudos e não podem mais voltar, pois a experiência de saberem que não poderão cumprir essa tarefa em que o bilhete único retirou e mais tarde quem sabe até tentar cortar os estudantes que tem o direito de fazer faculdades futuramente. Existe linha de ônibus que aos poucos estão circulando sem cobrador de ônibus, parece também que esse é um trabalho sutil de nosso prefeito, trabalhar eliminando aos poucos o que ele quer, sem que o povo perceba.
O Brasil já não é mais o mesmo, o povo sabe o que quer. Podem ser enganados, mas não são tolos. Na medida em que a verdade aparece no sentido de como as coisas se manifestam, assim também se percebe os erros cometidos e o que o futuro espera se insistirmos no erro. Perceber o que é certo e errado faz parte do contexto do dia a dia em que as aparências se desfazem e a verdade começa a vir a tona e se desfazer os entrelaces e embaraços macabros que prendem a dinâmica do crescimento humano. O povo não é como peça de xadrez em que se muda para qualquer lado quando queira, o povo tem esperanças e essas não pode ser afastadas por um simples cidadão que por motivos ignorados, dá se a impressão de lutar contra o povo. O aluno universitário é o que mais sofre nesse corte e ficam assim essas impressões acima, já que, a educação no Brasil é tão fragilizada, os professores com maus ganhos e estes mesmo cuidam a ajudar desde o começo na formação do povo. Se as universidades do Brasil começar a perder as pessoas o povo mais pobre e as carentes  que estão tendo acesso a esse estudo, logo o país só contará com elites em que o povo esquecido. Porque o Brasil tem que ser assim? Um país diferente dos outros países em que o povo tem que ser educado e buscam crescimento econômico assim fazendo, pois este povo educado só eleva a economia de um país. O Brasil tem que deixar de viver nessa coisa “macabra”/maldade contra o povo. O povo não merece tanto desprezo.  
Texto escrito em 09/07/2017
Atualizado em 10/07/2017
                                          -------- Messias Albino --------

                                               " Feriado de 9 de Julho. O Dia da Revolução Constitucionalista de 1932 "                          



Postar um comentário